Apostando no Futuro – Comunicação, Criatividade e Inovação #030

Por All Press Com

Um dos singelos objetivos destes posts semanais é dar munição para que você se prepare para mudanças que estão por vir no mercado da comunicação. Independente, claro, de você trabalhar no setor ou não, porque, afinal de contas, é um consumidor de mídia e de conteúdo.

 

Essa semana, além de ações criativas em diversos setores, dois tópicos são bem importantes. A Globo está indo com tudo para unificar o seu conteúdo e se precaver contra um mercado em que empresas tradicionais estão caindo. Já o Jornalismo, ainda com dificuldade em fazer dinheiro no séc. XXI, pode ter no grande mercado da Apple uma saída. E, sempre dizemos, apostar em conteúdo dá dinheiro, mas a MoviePass tá numa maré de azar que nem isso tem dado certo…

 

Tempo Estimado de Leitura: 7 minutos

 

 

1. Ações Criativas:

 

 

2. Uma Só: Grupo Globo lançou o ousado projeto “Uma Só Globo” que representa a união de TV Globo, Globosat, Globo.com, DGCORP (Diretoria de Gestão Corporativa) e Som Livre em uma única empresa. Para ajudar nesse processo, foi contratada a Accenture, líder mundial em consultoria de tecnologia e transformação empresarial. Interessante esse ímpeto da empresa dos Marinho. Unir várias frentes numa só pode significar várias coisas – esperemos que não um enxugamento de redação. Vou dar uma especulada como exercício de imaginação. Talvez você possa assinar a “Uma Só Globo” e ter acesso a todos os conteúdos dos canais da Globo (da transmissão de um jogo de futebol pelo SporTV a um reality do Multishow), do on-line (como o GShow) numa grande plataforma de streaming que já englobe também o conteúdo presente na GloboPlay. E, de quebra, ainda ter acesso a um streaming de músicas próprio deles. Tipo um “Spotify da Som Livre”, que contaria com gravações dos especiais do Roberto Carlos até aos shows do The Voice. Bom, independente de eu ter acertado alguma coisa ou errado todas, uma coisa é fato: A Globo percebeu a mudança no mercado e no consumo de mídia e conteúdo. E tá querendo se salvar antes que seja tarde.

 

++ Multishow e VIU Hub (unidade de negócios digitais da Globosat) lançaram o Noite Selvagem, projeto multimídia com a Catuaba Selvagem.

 

++ E o PlayPlus, plataforma de streaming da Record Plus, anunciou parceria com a Disney. Vai disponibilizar para seus assinantes os canais Disney Channel, Disney Junior e Disney XD.

 

++ Do AdNews, a importância do live streaming para a sua marca.

 

++ “O sistema de futebol no Brasil dificulta avanços no streaming” disse Diogo Kotscho, VP de comunicação do Orlando City.

 

3. Redes, Apps e Tech:

 

 

4. Momento crítico: Triste, porém, mais uma vez, venho falar uma coisa ruim sobre a MoviePass. Basicamente, a empresa é responsável pelo filme “Gotti”, um longa sobre a vida do mafioso John Gotti estrelado por John Travolta. Esse filme conseguiu ter uma review de 0% no Rotten Tomatoes e, além de odiado pela crítica, foi um fracasso de bilheteria. Revolts por essa situação, o marketing do filme fez um anúncio em que chamava os críticos de “trolls atrás de um teclado”. Não parou por aí. Também começaram a aparecer avaliações positivas do filme por parte de contas recém criadas e que não avaliaram mais nada – ou seja, falsas. A situação rendeu até um Honest Trailer.

 

++ Teaser de Rocketman, biografia do Elton John.

 

5. Jornalismo: Não é sobre a área em si, mas sobre a Apple News e como ela pode mudar o setor. Durante muito tempo, sabemos, a aposta principal de vários veículos para distribuição de conteúdo era – e ainda é – por meio de redes sociais. Em especial, com destaque, o Facebook. Porém, com a mudança de algoritmos constante na rede do Zuckerberg e, claro, todo o rolo das fake news em 2012 e o vazamento de dados dos usuários, já não é mais uma aposta confiável por parte dos editores – a desconfiança dos leitores é grande. Mas, ao que parece, pode haver uma nova ferramenta para ficar de olho: o Apple News, um agregador de notícias e reportagens que vem nos iPhones. Diferentemente da rede social, em que notícias acabam, muitas vezes, tendo o mesmo destaque e relevância para o usuários independente de serem sobre presidentes ou ex-BBBs, a curadoria do Apple News é feita por editores e jornalistas. Solução tradicional, sim, porém eficiente para impedir a divulgação de notícias falsas e romper a bolha em que o Facebook é apontado como responsável por prender seus usuários. Por sinal, alguns veículos já têm registrado aumento de visualizações por conta do Apple News. Um problema, porém: Isso não tem gerado dinheiro para os veículos. A ferramenta impõe certos limites para a exibição de anúncios e, digamos, sem anunciantes, é difícil manter um veículo jornalístico hoje em dia. Gostaria de trazer alguma informação otimista, mas, por hoje, é só isso mesmo.

 

++ Abril foi sentenciada a recontratar funcionários demitidos e já avisou que vai recorrer.

++ 1.600 homens assinaram anúncio no New York Times apoiando Christine Blaise Ford.

 

+++ A mega produção que é o novo clipe do Criolo.

+++ A rivalidade entre Sephora e Ulta, uma bilionária batalha entre marcas de maquiagem. Vídeo em inglês.

+++ Pra você passar vontade: As novas sobremesas do McDonald’s. Pena que só tem na Malásia.