Cirurgiões-dentistas de Lages e região participam nesta sexta-feira (31) de Encontro do Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina (CRO SC) que discutirá os avanços na remodelação do sorriso com lentes de contato. O curso será ministrado pelo professor associado e orientador de Doutorado em Dentística Guilherme Carpena Lopes.

Também faz parte da programação do encontro a apresentação A Chave do Sucesso – Conhecimentos Profissionais dirigida a técnicos e auxiliares em saúde bucal. Quem falará sobre o assunto é a professora e especialista em ortodontia Kamila Duarte Socrepa.

Durante o evento, que contará com a presença do Presidente do CRO SC, Élito Araújo, serão homenageados profissionais que se destacaram em suas atividades profissionais e sociais, assim como os remidos da região. As inscrições gratuitas pode ser feitas no site www.crosc.org.br .

Serviço:

Encontro Regional do CRO SC em Lages
Quando: Dia 31 de julho, das 13h30 às 18 horas
Local: Centro de Ciências Jurídicas da Uniplac – Av. Castelo Branco nº 170
Inscrições gratuitas no site www.crosc.org.br

O objetivo é ouvir necessidades e planejar ações que melhorem saúde bucal da população

O presidente do CRO-SC, Élito Araújo, participa na próxima semana de reuniões com líderes regionais nas cidades de Xanxerê (dia 25), São Miguel do Oeste (dia 26) e Chapecó (dia 27). O objetivo é ouvir autoridades a respeito da saúde bucal da população desses municípios e avaliar de que forma o Conselho poderá contribuir para melhora da qualidade no atendimento, assim como em ações preventivas em odontologia.

As reuniões estão sendo organizadas pelos delegados regionais do CRO-SC nos municípios. Foram convidados a participar secretários de saúde, representantes de entidades ligadas à odontologia, como sindicato e Associação Brasileira de Odontologia, além de outras autoridades envolvidas na área odontológica.

“Esta é mais uma forma de integração do CRO-SC com o interior do Estado em prol de melhorar o atendimento da saúde bucal da população”, acrescenta Élito Araújo.

A aproximação do CRO-SC com as delegacias regionais, assim como com autoridades do interior do Estado, faz parte dos objetivos da atual gestão do Conselho que busca na interiorização de suas ações fortalecer a categoria e melhorar o atendimento à saúde bucal dos catarinenses.

A participação do Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina na programação do Bem Estar Global nesta sexta-feira (30/01), no Trapiche da Beira Mar, em Florianópolis, superou as expectativas. Foram feitos mais de 150 exames clínicos. Quando necessário, os pacientes foram encaminhados às unidades de saúde do município ou ao setor de Odontologia Hospitalar da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O objetivo do Conselho foi de contribuir com a educação da população, despertando para a importância da doença; além de avaliar a saúde bucal dos pacientes e detectar possíveis indícios de câncer. “Buscamos fazer um trabalho preventivo já que, quando descoberto precocemente, o câncer pode ser tratado mais facilmente”, comenta Élito Araújo, Presidente do CRO-SC.

Estimativas do Instituto Nacional de Câncer (Inca) previram, em 2014, a incidência em Santa Catarina de 490 novos casos a cada 100 mil habitantes. Sendo 420 em homens e 70 em mulheres.

Os pacientes – crianças, jovens e adultos – foram atendidos por estudantes da graduação em Odontologia e da pós-graduação em Diagnóstico Bucal da Universidade Federal de Santa Catarina.

A ação foi coordenada pelas professoras Alessandra Rodrigues de Camargo e Inês Beatriz Rath do curso de Odontologia da UFSC e integrantes da equipe de Odontologia do Hospital Universitário.

Crédito de Fotografia: Osvaldir Silva (Juca)

O Conselho Regional de Odontologia de Santa Catarina (CRO-SC) participa nesta sexta-feira (30), das 8h às 17 horas, da programação do Bem Estar Global, no Trapiche da Beira Mar Norte, em Florianópolis. Cirurgiões-dentistas estarão orientando a população sobre a importância da saúde bucal e fazendo avaliações sobre o risco de câncer bucal. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a doença é considerada um problema de saúde pública em todo o mundo. A última estimativa mundial apontou que ocorreriam cerca de 300 mil novos casos de câncer de boca e lábio. Desses, 80% foram detectados na população de países em desenvolvimento.

Em Santa Catarina, estimativas do Instituto previam a incidência, em 2014, de 490 novos casos (420 em homens e 70 em mulheres) a cada 100 mil habitantes. Os principais fatores de risco para a doença são: tabagismo, ingestão de bebidas alcoólicas, infecções por HPV, principalmente pelo tipo 16, e exposição à radiação UVA solar (câncer de lábio).

Durante o evento, 12 profissionais alternadamente vão verificar a boca dos interessados e fazer uma ficha de avaliação. Caso seja detectado algum indício da doença, o paciente será encaminhado ao Hospital Universitário. O atendimento será em uma das tendas do evento, que contará com quatro cadeiras e equipamento odontológicos.

“A prevenção é o melhor caminho. O diagnóstico precoce possibilita um tratamento menos agressivo e maior possibilidade de cura da doença”, afirma Élito Araújo, presidente do CRO-SC.